A Carteira de Trabalho é um documento indispensável para o trabalhador que é empregado conforme as normas da CLT. Na carteira estão contidas todas as informações, registros, histórico profissional do trabalhador e contribuições. É um documento pessoal e essencial do empregado, cuja finalidade é documentar e comprovar o contrato de trabalho, bem como o tempo de serviço do trabalhador para fins trabalhistas e previdenciários.

Já está em vigor a utilização da Carteira de Trabalho Digital. Foi lançada em 2017, porém na época não havia as mesmas funções da carteira física, sendo necessária ainda utilização da carteira antiga. A partir de setembro de 2019 a Carteira Digital passou a ter as mesmas funções e substitui a carteira física.

Como vai funcionar?

A nova Carteira de Trabalho Digital terá como número de identificação o CPF. Pelo sistema on-line, tanto o trabalhador como o empregador terão acesso a todo histórico de registros e contribuições. As contratações e demissões serão todas pelo sistema, utilizando o número do CPF, sem a necessidade de levar carteira, para ser contratado ou para dar baixa.

Para novos contratos de trabalho, o registro será de forma digital, para empresas que já utilizam o eSocial, se a empresa ainda não utilizar o eSocial, será necessário efetuar o registro na carteira de papel.

Esse sistema visa modernizar e integrar as informações com o Ministério da Economia, de forma que facilite os processos para as empresas. quanto também para facilitar a vida do trabalhador, que passa a ter mais controle sobre os dados cadastrais atuais e histórico profissional de fácil acesso pela web ou por aplicativo no celular.

 A medida também visa a economia, redução de custos e redução da burocracia para o governo com o fim da emissão das carteiras de papel.

Como fazer a solicitação?

Para solicitar a Carteira Digital é necessário se cadastrar no site do governo ou baixar o aplicativo da CTPS digital, inserir o número do CPF e seguir os passos para cadastro. Os dados cadastrais devem ser inseridos no ambiente do Cidadão BR. As informações serão validadas no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS).

Realizado o cadastro, o próprio sistema irá puxar seu histórico e você consegue buscar seus registros, facilitando o acesso às informações. Basta acessar com o número do CPF para ter o acesso fácil a todos os registros.

As novas emissões de carteira e solicitações de segunda via, serão somente por meio digital. Os dados que estiverem incorretos na carteira digital devem ser corrigidos pelo trabalhador. É importante para quem tem a carteira física, que mantenha guardada, justamente em caso de divergências de informações dos dados no sistema. Para quem precisar solicitar ainda a carteira de papel, deverá efetuar o agendamento ligando para o número 158.